quinta-feira, 1 de abril de 2010

Criança tola



Ela se deixava levar pelas belezas da vida, 
Sonhava com doces sonhos, e cantarolava alegremente 
Enquanto saltitava no seu belo jardim da imaginação
O qual era repleto de rosas e de deliciosos aromas
Criança tola!
Mal sabe que até mesmo num esplendoroso jardim de rosas
Ela poderia muito bem ferir seus delicados e pálidos pés 
Tendo o seu inocente corpo maculado pelas angústias da dor...

O que lhe restaria a não ser chorar? 

3 comentários:

Avner Astaroth disse...

Hum, acho que encarar o lado bom de uma jardim de rosas não é ser tolo, é ser otimista! Nem sempre otimismo é ingenuidade, às vezes é só otimismo.

victor - antissocial disse...

adorei seus posts :9

dragaodourado disse...

Qui bunitinho, gostei, mas sempre ha alternativas alem do choro, seja num jardim de rosas, ou de espinheiros

mas ficou bem bonito vc tem talento continue escrevendo e tenha mais animo viu

GAMBARE(Força vc consegue)

abr do Dragão dourado